Torta rápida de banana sem glúten

Um clássico

Torta de banana.  Pouca gente não suspira diante do enunciado “vou fazer uma torta de banana” ou –melhor ainda!, “fiz torta de banana”.  Especialmente se a pessoa tiver a fortuna de estar na casa onde essa delícia está sendo preparada.  Tem cheirinho melhor do que esse?  É um verdadeiro ícone do que seja um “lar-doce-lar”.  Uma torta de banana na mesa ajuda  nos faz mais felizes.  Sempre acreditei nisso.
Talvez por esse motivo é que tenha feito dezenas e dezenas de receitas de torta de banana ao longo da vida.

Mundo sem glúten

Desde que me vi diante da necessidade de ingressar ao mundo gluten free, a raiz do diagnóstico de doença celíaca de minha mãe, mais um grande universo de tortas de banana se abriu diante dos meus olhos curiosos.
Bolos sem glúten costumam ser um pouco mais sequinhos.  Salvo algumas raras e felizes exceções que, quando descobertas, nos provocam muita alegria.

Torta rápida de banana sem glúten

Um exemplo disso é esta torta rápida de banana sem glúten.  Achei a receita no blog da Chef Carla Serrano, mas fiz algumas alterações.  Usei açúcar mascavo no lugar de demerara, diminuí a quantidade de canela (minha madrecita não curte muito) e incluí castanhas e uvas-passas, porque amamos isso nos bolos.
É uma receita que também é conhecida pelo nome de “torta preguiçosa”.  Isso porque você mistura os ingredientes secos, os coloca na travessa, intercalados com a banana, e depois só “joga” por cima uma misturinha de leite e ovos deixando que o calor e a gravidade façam o trabalho de misturar tudo.

Hora do chá ou como sobremesa

A torta fica tão gostosa, assim, purinha, que você vai amar saboreá-la junto com um chá ou cafezinho.  Mas, se quiser dar um upgrade pra ela, sirva-a quentinha com uma bola de sorvete, como sugerido pela própria Carla Serrano.  Eu não provei assim, mas deve ficar uma díli!

Classificação da Receita

  • (0 /5)
  • (0 Classificação)

Instruções

Em uma tigela misture o açúcar mascavo, farinha de arroz, amido, fermento, canela e a manteiga.  Mexa com o dorso da colher ou as próprias mãos, até obter uma farofa.  Adicione as castanhas picadas e as uvas-passas.
Passe metade desta farofa para uma forma refratária untada.
Espalhe por cima as bananas cortadas no sentido do comprimento.  Cubra com a outra metade da farofa.
Prepare a calda batendo os ingredientes no liquidificador ou com fouet.  Despeje por cima de tudo, mexendo ligeiramente com um garfo para ajudar a cobrir e penetrar.
Polvilhe o açúcar mascavo e leve ao forno pré-aquecido por aproximadamente 35 minutos ou até dourar.
Sirva quente, morno ou frio.
Que delícia!!

Sobre o Chef

Diana Marília

Texto sobre quem escreve

Você também vai gostar de: