Pudim de chocolate branco com calda de morango

Viva Ana Maria!

Aprendi esta receita de pudim de chocolate branco assistindo ao programa da Ana Maria Braga.  Foi no mês de junho.  Ahhh, o poder da imagem!  A hora que ela introduziu a colher nesse pudim, todo macio e suave, levantando-a e deixando escorrer a caldinha, meu Deus, babei!
Como resistir?  E por quê haveria de resistir?

Estabanada

Fui correndo toda estabanada (preferi isso a me definir como tresloucada! Rsrsrs) até a cozinha, onde tenho minha lista de coisas a comprar grudada na porta da geladeira com um ímã, como manda o figurino, e lá estampei: CHOCOLATE BRANCO.
Era só isso que me faltava.
Assim que reuni os ingredientes o preparei.

Fã na medida do possível

Gentem, que coisa boa!  Que delícia!
Amei a proposta do pudim, mas não coloquei pimenta dedo de moça na calda de morango.  Não tem jeito, sou fã da Ana Maria,  mas meu paladar é muito fresco intolerante à “picância”.
Fiz, portanto, uma calda de morango como a que preparo para minhas cheesecakes e ficou ótimo.

Ordem e progresso

Sempre achei que o lema da pátria deveria ser com o verbo ser entre os dois substantivos. Ordem É progresso.  Se você é organizado, se tua vida tem ordem, as chances de que você progrida são bem maiores.  Poucas pessoas alcançam o sucesso no meio do caos.
Este pudim de chocolate branco tem que ser feito no dia anterior, ou bem cedo, para que descanse refrigerando por pelo menos quatro horas na geladeira, afim de que não desmorone todinho na hora de virar.
Já o morango, essa delícia de fruta que aparece em tempos de frio nos mercados e depois desaparece, ou diminui, mas fica inviável comprá-la de tão cara, pode ser garantida para os tempos de sua carência.

Igual à formiguinha

Lembra da fábula da cigarra e a formiga, do conto de La Fontaine?  A formiga trabalhava duro guardando alimento para os tempos em que faltaria.
Você pode fazer o mesmo, comprando morango quando está bom, bonito e barato, e preparando calda para congelar.  Aí, quando quiser, terá calda prontinha e disponível para fazer sobremesas como as cheesecakes, pudins, tortas e muito mais!  Bacana, né?
Portanto, se organize, planeje seu tempo e seja feliz!

Classificação da Receita

  • (0 /5)
  • (0 Classificação)

Instruções

Inicialmente pique o chocolate e derreta-o no micro-ondas, por um minuto, ou em banho-maria, por um minuto e meio.
Coloque na jarra do liquidificador o leite condensado, leite e ovos e, por último, o chocolate derretido.  Bata até ficar homogêneo.
Unte uma forma de pudim e polvilhe-a com açúcar
Despeje o creme nela, cubra com papel alumínio e leve para assar em banho-maria (com umas rodelas de limão na água para não escurecer sua assadeira) por cerca de uma hora.  A Ana Maria sugeria só 40 minutos, mas eu desconfiei que ficasse mole demais.
Quando esfriar leve à geladeira por pelo menos quatro horas, mas preferencialmente até o dia seguinte.
Prepare a calda de morango colocando o morango picado e o açúcar em uma panelinha e levando para cozinhar em fogo baixo, mexendo de vez em quando, até adquirir uma consistência mais densa e cremosa.  Amassar todos os morangos ou não, ou levar a calda ao liquidificador, é algo opcional.  Depende se você a preferir homogênea ou pedaçuda.
Uma vez que desenformar o pudim, cubra com a calda e sirva imediatamente.  Leve a calda restante à mesa para que cada pessoa adicione mais um pouco na hora de servir.
Ah, que díli!

Sobre o Chef

Diana Marília

Texto sobre quem escreve

Você também vai gostar de: