Palitos de polvilho

História do garimpo

Adoro biscoitos de polvilho e durante muito tempo “garimpei” uma receita que ficasse igual àqueles que a gente compra: crocantes, bem aerados.  Foram muitas tentativas não bem-sucedidas. Muitas!!
A questão é que em algum momento dessa jornada anotei esta receita.  Isso há muito tempo e já nem me lembro a fonte!! :S  Mas o que importa aqui é que ficam um show.  Literalmente!  Como assimmmm? É que você pode colocar uma cadeira na frente do forno e ficar assistindo os palitinhos crescendo, crescendo e corando… heheheh  Parecem esses documentários com animações aceleradas de plantas florescendo ;D  Um show!

Dando asas à imaginação

Você pode fazê-los neste formato de palitos de polvilho, como eu fiz, ou como roscas pequenas, ou até grandonas.  Enfim, como preferir.  Se tiver crianças em casa, vai ser divertido convidá-los a inventar formatos de flores, triângulos, coelhinhos, bonecos, etc.  Ou quem sabe apenas bolinhas?
Só não se esqueça de deixar um espaço entre eles para que não grudem uns nos outros, já que crescem e se avolumam.
Divirta-se!

Classificação da Receita

  • (0 /5)
  • (0 Classificação)

Instruções

Em uma tigela grande misture o polvilho, as gemas, o óleo, leite e sal.
Ferva a água e jogue por cima da mistura, mexendo com colher até ficar bem ligado.  Deve ficar úmido, mas não muito mole.  Com textura de massinha de modelar.
Aqueça o forno.
Pegue porções da massa (mais ou menos uma colher de sopa) e faça rolinhos de 1,5 a 2 cm de largura e no comprimento que quiser.  Arrume em assadeira (não precisa untar), deixando bastante espaço entre os palitos porque crescem (uns 3 a 4 cm de distância).
Leve para assar em temperatura alta (250°C) por 10 a 15 minutos ou até que fiquem dourados.  Vire e asse mais uns 3 a 5 minutos para dourar do outro lado.
Pronto!
São deliciosos, crocantinhos, leves, nada gordurosos.
Acompanhados de café fazem um baita sucesso, pode apostar!

 

Sobre o Chef

Diana Marília

Texto sobre quem escreve

Você também vai gostar de: