Lagarto ao creme de queijo com laranja

Prato especial para uma data especial

Esta receita de lagarto ao creme de queijo foi uma descoberta de minha filha, que a preparou para o almoço do dia das mães.
Eu assumi meu raro lugar (adoro) de assistente e fotógrafa.  Vê-la já possuidora do amor pela arte culinária e detentora de muitas habilidades, para mim, é um banquete de alegria e emoção.  Nesse dia, então, que ela me homenageou, fiquei muito feliz.
Pensando bem, já não está sendo tão rara essa inversão de papeis na cozinha.  Muitas e muitas vezes é ela quem decide o cardápio, faz as compras, cozinha e eu fico em volta, dando palpites, picando uma e outra coisa, fazendo snaps e tirando fotos, ou apenas curtindo observar sua autonomia.

A receita

E sobre o lagarto ao creme de queijo, o quê? Você deve estar se perguntando.  Não vai falar nada? Ficou maravilhoso, minha gente!
A receita, que tiramos do site mdemulher,  recebeu, em nossas mãos rebeldes e criativas, algumas modificações.  Decidimos colocar cebola e alho (quem consegue viver sem?) e, também, maisena (este último ingrediente foi por força das circunstâncias).
Se você preferir, pode manter da forma proposta no site original, sem maisena.  Nesse caso só te recomendo que deixe apurar bem o molho, para que reduza e espesse, pois, caso contrário, vai parecer uma sopa, e não um molho cremoso.
Obviamente que isso levará um tempinho maior de cocção (mais meia hora, talvez?).  Assim, faça seu planejamento para tudo fluir bem, e você não ter que ouvir sua turminha reclamar de fome, ok?
Ah, sim, não se assuste que não saímos esquartejando nenhum réptil do zoológico na cidade, viu?  Lagarto é um dos nomes que recebe este tipo de carne bovina.  Também é conhecido por tatu ou posta (eu disse PPPosta, com P!) branca.  Hehehe.  Engraçadinha…

Classificação da Receita

  • (5 /5)
  • (1 Classificação)

Instruções

Lave as laranjas e esprema-as.
Com uma faca bem afiada, e muita paciência e capricho, retire toda a gordura da carne, isto e, faça a boutique” na carne.
Descasque e pique a cebola e o alho.
Em uma panela de pressão, coloque o óleo, aqueça e doure a carne, de todos os lados, para selar bem.  Acrescente a cebola e deixe refogar, depois o alho e deixe mais um pouco.
Coloque o suco de laranja (não se esqueça de peneirá-lo para não cozinhar as sementinhas junto!), sal, pimenta, e feche a tampa.  Quando começar a sair o vapor da pressão conte 50 minutos.
Deixe acabar a pressão da panela, destampe e retire a carne.  Depois que descanse uns minutos, fatie-a.
Coloque meio copo do caldo em um caneco e deixe esfriar.  Misture a maisena nele e despeje no caldo.
Cozinhe, sempre mexendo, até engrossar ligeiramente.
A outra opção é como expliquei na introdução.  Você pode deixar cozinhar esse caldo em fogo baixo até reduzir e engrossar.
Some o creme de leite e apenas aqueça, sem deixar ferver.
Derrame este molho cremoso e delicioso sobre a carne.  Cubra com o queijo fatiado e leve ao forno, preaquecido, pelo tempo suficiente para que o queijo derreta e doure.
Sirva em seguida.
Que acompanhamento sugiro?  Pode ser arroz integral e legumes grelhados.  Salada, um bom vinho e pessoas amadas ao seu redor.
Momentos assim fazem a vida valer a pena de ser vivida.  Mas de que pena estou falando?  Fazem a vida valer a alegria de ser vivida!!
Beijos e até amanhã.
Obrigada, filhota amada, de novo.

Sobre o Chef

Diana Marília

Texto sobre quem escreve

Você também vai gostar de: