Fritada de batata

La deliciosa tortilla

Esta receita, de origem espanhola (“tortilla de papas”), é uma espécie de grande omelete com batata em seu interior.  Deu pra entender?
Existem diversas receitas: há quem cozinhe a batata primeiro, outros (como minha mãe) batem as claras em neve para garantir-lhe uma textura mais aerada.

Minha fritada de batata

Esta receita é a que eu faço há mais de vinte anos.  Toda uma vida!! É que ela é muito bo!  Foi extraída de um daqueles livros enooormes de cozinha: COZINHA ESPECIAL, da Editora Abril.  Ganhei esse livro do meu pai, quando ainda era uma mocinha… =D

A grande sacada

O diferencial desta fritada de batata é que você refoga as finas (muito finas, mesmo!) fatias de batata e isso lhe dá um sabor extremamente especial.  Acredite em mim, esta versão é divina.

Números

A receita original, para 4 a 5 pessoas, era um pouco maior, mas, agora que somos menos aqui em casa, a diminuí.  A quantidade abaixo rendeu para três pessoas, comendo bem, mas você pode adaptá-la facilmente ao tamanho de sua família.
É fundamental ter uma frigideira antiaderente de qualidade.  Caso contrário, vai querer me processar.
Pode ser servida acompanhando uma salada, para um jantar mais leve, ou como acompanhamento de carnes vermelhas.  A gente gosta tanto que nem se aflige com o entorno.  Ela por si só é uma delícia!

Classificação da Receita

  • (0 /5)
  • (0 Classificação)

Instruções

Rale ou pique bem a cebola.  Descasque e fatie beeeem fininho a batata.  Se tiver mandolin, esta é uma boa hora para justificar sua presença na gaveta de utensílios.
Coloque o óleo em uma frigideira com excelente revestimento antiaderente e salteie ligeiramente a cebola. Não precisa deixar dourar.  Junte a batata, tempere com sal e pimenta, abaixe bem o fogo e deixe fritar.  Deve ser feito assim, devagarinho, mexendo de vez em quando para que todas as finas fatias de batata entrem em contato com a frigideira, até que amoleçam, mas sem desmanchar.
Num bowl bata os ovos, temperando-os também.
Uma vez que batata esteja macia e dourada, junte os ovos e mexa um pouco para distribuir bem a batata.
Abaixe ainda mais o fogo e tampe.  Deixe assim até que a superfície solidifique.
Com um prato como auxiliar, ou uma tampa de panela sem bordas, vire a tortilla para dourar também do outro lado.
Sirva quente e, se quiser, puxe suas castanholas e dance um flamenco! Kkkk  E não se esqueça de colocar no you tube pra gente ver, dar risada e bater palmas.
Nesta foto estou tão descabelada que até parece que estava dançando.  Digamos que estava...rsrrsrs
Buen provecho y hasta mañana!

Sobre o Chef

Diana Marília

Texto sobre quem escreve

Você também vai gostar de: