Bolo de cenoura sem glúten com brigadeiro

O bolo camarada

Tem bolo mais “camarada” do que o bolo de cenoura?  Sim, camarada!  Porque a coisa funciona assim: chega a tarde, principalmente no final de semana, e você sente aquela vontade louca de comer algo doce.  É aquele desespero. Tem que ser um doce bem doce, gostoso, mas que não dê trabalho de fazer.  As tardes costumam nos envolver em uma espécie de névoa de relax ou preguiça…
Por isso, bolo de cenoura é a salvação. Prepara num piscar de olhos e fica muuuuito fofo.

Para todos os gostos

Geralmente eu fazia este bolo com uma calda mais ralinha, daquelas que penetram na massa.  É uma receita que tenho que re-postar (acabei de inventar esse verbo!  Postar de novo, já que sumiu quando os hackers fizeram a limpa por aqui).  Aquele é bem gostoso, também, mas o de hoje é para ataques ainda maiores de gula.  Não da pra resistir a um brigadeiro bem gostoso.  A combinação ficou perfeita.

Bolo de cenoura sem glúten

O mais bacana deste tipo de bolo sem glúten, e que “nem parece que é sem glúten”, é que você reúne a família toda, intolerantes ou não.  De uma hora para a outra, chamando a turminha ao redor da mesa, a hora do chá magicamente se transforma num doce momento.

Classificação da Receita

  • (0 /5)
  • (0 Classificação)

Instruções

Unte e polvilhe a forma.
Descasque, lave e corte em pedaços a cenoura.  Coloque na jarra do liquidificador juntamente com o óleo e os ovos.  Bata até ficar um creme homogêneo.
Pré-aqueça o forno em temperatura moderada.
Misture o açúcar e a farinha em um bowl e despeje ali o creme de cenoura.  Mexa energicamente até ficar homogêneo.  Junte o fermento e misture bem.
Despeje na forma preparada e leve para assar por aproximadamente 45 minutos ou até fazer o teste do palito e este sair seco (nunca abra o forno antes de passada meia hora.  Compreendeu?  NUN-CA!!!).
Espere amornar antes de desenformar.
Prepare o brigadeiro da maneira tradicional, isto é, levando todos os ingredientes ao fogo em uma panela, sempre mexendo, em fogo baixo, até começar a engrossar.  O ponto ideal é quando você ergue a colher e quase não pinga.  Outra forma de saber que está pronto é raspar a colher no fundo da panela, rapidamente, atravessando seu diâmetro, e conseguir enxergar o fundo da panela.
Retire e espere esfriar.  Assim, o brigadeiro ficará denso.
Se você preferir uma cobertura que escorra pelo bolo, mais cremosa, pode acrescentar uma colher de creme de leite ou nata, depois de pronto, e bater com colher para misturar bem.  Eu fiz assim e, por isso, a cobertura ficou escorrendo, linda, cremosíssima, deliciosa.
Bem... agora?  Agora é só abrir as porteiras pra turma que não parava de perguntar “falta muito?”, “tá pronto o bolo?”hahahah
Saboreie e desfrute do momento.  Todo dia é dia de ser feliz.

Sobre o Chef

Diana Marília

Texto sobre quem escreve

Você também vai gostar de: