Bife acebolado

Começando pelo começo

Ah, vai! Não diga?  Não vai começar pelo final?
Deixa eu explicar.  Às vezes me esqueço do tropeço na história do meu blog.  Esqueço que perdi as mais de três mil receitas já publicadas, não quero lembrar que houve uns hackers lazarentos que fizeram isso comigo, e com você, leitor.  A gente não gosta de lembrar dos maus momentos, né?
Maaaas, quando penso na realidade atual do blog, com tão poucas receitas publicadas, vejo que tenho que postar também receitas básicas, aquelas do dia-a-dia das pessoas: arroz, feijão, bife…
Porque há casais novinhos casando, há quem se bata na cozinha ou que não esteja satisfeito com o sabor ou textura do que faz.  Enfim!  Compartilhar meu jeito de cozinhar não apenas pratos mais elaborados, mas também aqueles simples, e não por isso menos deliciosos.

Bife acebolado, claro!

Um dia fui preparar o almoço na casa do meu filho, almocinho relâmpago, de última hora, e resolvi fazer bife, salada, nem lembro o quê mais para acompanhar.  Quando levei para a mesa ele me disse, com espanto: “Não fez bife acebolado?” E arrematou o seu discurso de revolta: “Uma pessoa NUNCA deve desperdiçar a chance de fazer bife acebolado”. Kkkk  Compreenderam?  NUNCA!!!
Na concepção dele, o bife simples perde de goleada do bife acebolada e não haveria nada neste mundo que justificasse ficar a metade do caminho de poder saborear algo tão bom.  Quem não tem cebola e uma faca pra fatiá-la na cozinha?
Portanto, não há desculpas!

Dicas

Para ter um bom bife, e não uma sola de sapato com cheiro de carne, alguns cuidados devem ser tomados, desde ter a carne em temperatura ambiente ou apenas refrigerada, salgá-la só na hora que o frita (para não desidratar) como também fritar de um em um bife, para que não abaixe a temperatura da frigideira e comece a soltar água.
Enfim, preste muita atenção na descrição do preparo e acredite: seu bife ACEBOLADO vai ser um sucesso!

Classificação da Receita

  • (0 /5)
  • (0 Classificação)

Instruções

Tire a gordura da carne, tempere-a a gosto, colocando o sal somente na hora que a carne vai para a frigideira, aqueça o óleo e frite um ou dois bifes por vez, até dourar de um lado, vire-os de um em um.  Retire os que forem ficando prontos, reserve e continue o processo até concluir todos os bifes. Com os últimos, porém,  e antes de terminar, coloque a cebola fatiada não fina, tempere-a com sal e pimenta e deixe dourar, mexendo.
Retire os bifes e coloque sobre a cebola um pouco de água para que cozinhe.  Também adicione o açúcar, se quiser que caramelize de forma mais acentuada.  Deixe reduzir e corar ainda mais e sirva sobre os bifes.
Bom apetite!

Sobre o Chef

Diana Marília

Texto sobre quem escreve

Você também vai gostar de: