Risoto de rúcula e tomate seco

Munição para enfrentar o frio

O frio chegou!!!  Sim, eu sei que já disse isso mais de uma vez, mas é que tento pôr algo de entusiasmo ao enunciar a frase.  Acho incrível que tenha gente que fica REALMENTE feliz com isso, que comemora, sorri de alegria.  Definitivamente não é o meu caso, pois sinto muuuito frio e vivo encolhida e entoucada.  Camadas e mais camadas de roupa (sorte minha ser magra, senão ficaria entalada nas portas, parecendo uma baleia), vivo pra cima e pra baixo com minha bolsa de água quente, carrego o aquecedor até para o banheiro, não dou sossego ao ar condicionado, bebo muitos chás, cafés, chimarrão e sopas…ufff!
Mas enfim!  Como, de um jeito ou de outro é preciso sobreviver (rsrsrs) a esta “deliciosa” estação, uma das estratégias é a de preparar muitas comidinhas quentes para todo mundo ficar mais feliz e aquecido.

Atendendo a um desejo

Dia destes eu estava com desejo de comer risoto, um dos pratos que mais amo, assim, de forma genérica (apesar de que tenho alguns que amo mais intensamente ainda, amo “com todas minhas forças”, como diz minha filha).  Assim, saí de casa decidida e comprei um pacotinho do arroz arbório da marca CALDOBOM.  Foi na embalagem que encontrei esta receita de risoto de rúcula e tomate seco!  Amor à primeira vista, sim senhor.  Só de ler a lista de ingredientes e o preparo, minha boca começou a “aguar”hahhaha
Tinha tomate seco em casa, faltava só comprar a rúcula e pronto, tudo encaminhado!
Ficou bem gostoso, obviamente, como tudo aquilo onde aparece essa clássica combinação tão italiana.
Há parcerias que ninguém ousa questionar, não é mesmo? Queijo e goiabada, Batman e Robin, Romeu e Julieta, churrasco com cerveja, bolo caseiro com chá, rúcula e tomate seco…

Dica de mãe para filha

Aqui em casa gostamos muito de rúcula, especialmente a chamada “baby”, de folhas menores, mais tenra e de sabor suave.  Mas a danadinha é difícil de lavar, né? Ficar lavando de folhinha em folhinha…aaaai, dá-me paciência, Senhor!
Recentemente, porém, minha mãe teve a santa inspiração de lavar os grupos de folhinhas que ficam presos por cada raiz.  Pega esse “chumacinho” de folhas, lava bem debaixo de água corrente, e só depois corta e despreza a ponta junto da raiz.  Essa técnica faz o trabalho ir bem mais rápido e de forma organizada!  Eu amei e só faço assim.
Agora, sem mais rodeios, mãos à obra para você preparar este saboroso risoto de rúcula e tomate seco!

Classificação da Receita

  • (0 /5)
  • (0 Classificação)

Instruções

Comece pelo caldo.  Descasque a cenoura e corte em cubos.  Lave e fatie o talo do alho-poró.  Coloque todos os ingredientes na panela e leve para cozinhar.  Quando começar a ferver abaixe o fogo e deixe reduzir até quase a metade.  Reserve.
Agora vamos ao risoto.
Pique a cebola, fatie a rúcula e o tomate seco.
Em uma panelinha coloque o azeite e refogue a rúcula e o tomate seco.  Junte um pouco do vinho branco, deixe evaporar e reserve.
Aqueça metade da manteiga e doure a cebola.  Junte o arroz e refogue por alguns minutos. Adicione o restante do vinho branco e deixe evaporar.  Junte aos poucos o caldo de legumes, peneirado, quase em ponto de fervura e cozinhe o arroz, mexendo com movimentos em forma de oito, por uns 17 a 20 minutos.
Retire do fogo, junte a rúcula, o tomate seco, o restante da manteiga e a mussarela.  Mexa e sirva quente, polvilhado com parmesão ralado.
Que dili!!

Sobre o Chef

Diana Marília

Texto sobre quem escreve

Você também vai gostar de: