Babaganoush ou pasta de berinjela

Verdadeira paixão

A babaganoush não saía da minha cabeça há semanas!  Não, não é um turbante (rsrsrs), é esta delícia da culinária árabe que eu adoro.
Bem, a verdade é que todos aqui em casa temos verdadeira paixão pela culinária árabe e, como temos o privilégio de morar em Foz do Iguaçu, onde residem muuuuuitos árabes, são pratos muito frequentes por aqui.  A comunidade árabe de Foz é considerada a segunda maior do país!  Você sabia disso?
Além de termos fácil acesso às comidas prontas, amizades que a gente faz acabam nos propiciando acesso a segredos de família, dicas, receitas especiais e isso faz toda a diferença.

Babaganoush ou pasta de berinjela

Babaganoush é um dos pratos mais típicos dessa deliciosa culinária e eu, particularmente, o adoro.  Gosto de saboreá-lo não só acompanhando os demais pratos clássicos, como quibe, homus, tabule, coalhada, etc, mas simplesmente como entrada, junto com pão árabe, ou torradas de pão francês ou integral, mesmo.
O toque defumado da berinjela é um dos componentes do seu sabor que mais me encantam.  E você sabe como faz para consegui-lo?

Persevera e triunfarás

Esta receita me foi cedida pela querida Samia El Ghandour, uma receita de sua mãe.  A primeira versão sugeria que assasse a berinjela diretamente na boca do fogão.  E eu tentei fazer isso.
Quando achei que já estava suficientemente escura e murcha e comecei a tirar sua casca, vi que ainda permanecia um pouco crua, mas já não podia voltar ao fogo e o resultado foi terrível.
Consultei minha amiga novamente e ela me ensinou outra técnica, o plano B, e é o que adotei daquela data em diante.  Assando no forno dá muito certo! Fica super molinha, bem cremosa por dentro e o resultado final não podia ser melhor.
Mas vou deixar os detalhes para o modo de preparo da receita.
Só lhe digo que é gostosa demais esta pasta!

Classificação da Receita

  • (5 /5)
  • (1 Classificação)

Instruções

Lave as berinjelas e fure-as com garfo. Acomode em uma assadeira sem untar e asse no forno forte, virando várias vezes para que assem todos os lados, ficando murchas e sua casca bem escura, quase preta.  Demorou uns 35 minutos.
Após assada, coloque a berinjela num prato, tire delicadamente a sua casca, com cuidado para não se queimar.
Depois de separada toda a polpa, amasse-a bem com o garfo.
Pique ou esprema o alho, coloque as colheres de Tahine, sal, suco de limão e misture bem. Se quiser misture uma ou duas colheres de azeite de oliva ou, então, somente regue com azeite por cima, depois de passar para a tigela onde irá servi-la.
Leve à geladeira e sirva frio, acompanhado de pão árabe ou torradas de pão francês, mesmo.
Novamente obrigada, Samia!  Adoramos!
Minha roupa, assim, tão leve, é porque a receita foi feita em dezembro!!

 

 

Sobre o Chef

Diana Marília

Texto sobre quem escreve

Você também vai gostar de: